Boas Festas!!!

Anúncios

Aromatização: saiba que fragrância vai bem com cada ambiente

Imagem

Não há quem faça cara feia para um cheirinho de lavanda no colo da mãe ou de roupa secando no varal. Cada uma dessas situações traz à memória perfumes que fazemos questão de recordar. Por isso, os aromas da nossa casa têm importância e ganham, a cada lançamento do mercado, novos aliados. São eles: difusores, velas, aromatizadores ou mesmo receitas caseiras.

Para a empresária e especialista no ramo Monica Mendes, perfumar a casa é como provê-la de personalidade:

– A aromatização de cada ambiente do lar merece uma atenciosa elaboração. Os aromas conversam com você. Eles têm um significado.

Entre alguns exemplos, ela cita a lavanda, excelente para dormitórios, pois cria um ambiente relaxante. Já o buquê floral de Muguet combina com pessoas românticas e sensuais.

– O importante é saber qual é a sua intenção no momento de perfumar a casa. Só assim poderá fazer a escolha certa – reforça.

A demanda por aromatizadores também foi constatada pela arquiteta Maria do Carmo Araujorge, que, ao projetar um ambiente, sugere aos clientes perfumes adequados para cada espaço.

– Usamos em banheiros, na sala e no próprio quarto se a pessoa não tiver alergia. A importância é criar uma identidade olfativa – diz Maria do Carmo, que já usa aromatizadores em mostras de arquitetura há pelo menos cinco anos.

Lavanda, bergamota e uma série de outros cheiros agradáveis ao olfato podem dificultar a escolha quanto ao aromatizador. Os mais populares nesse hall são o alecrim e a lavanda provençal. A aposta é das empresárias Viviane Feijão e Camila Vinagre. A empresa em que trabalham ainda proporciona aromas variados para grandes eventos e festas.

– Cheirinho gostoso sempre vai nos trazer a sensação de conforto e bem-estar. É como “música” para nosso olfato – arremata Viviane.

Um aroma para cada cômodo

Segundo a aromaterapeuta Mayra Castro, óleos essenciais puros ou resinas e ervas puras queimadas em forma de incenso trazem os benefícios que os princípios ativos desses aromas contêm. Como costumam ser mais caros, os aromas sintéticos saem na frente no mercado. Eles podem não trazer os princípios ativos dos naturais, mas proporcionam o mesmo prazer olfativo.

– São perfumes que podem despertar sensações e lembranças através de gatilhos olfativos interpretados pelo sistema límbico em nosso cérebro – explica.
Na hora de escolher entre tantos aromas, Mayra indica quais perfumes combinam com cada ambiente da casa: da sala de estar ao quarto do casal.

Sala íntima
Óleos essenciais de lavanda, capim-limão, bergamota, petitgrain de laranja ou manjerona.

Sala de estar
Óleos essenciais de laranja, mandarina, cravo-da-índia, pimenta-rosa, pimenta-negra, gengibre, canela-da-china, manjericão ou noz-moscada.

Sala para estudos ou leitura
Óleos essenciais alecrim-do-campo quimiotipo canforado, limão ou tomilho.

Quarto do casal
Para dormir: óleos essenciais de lavanda, bergamota, laranja, capim-limão, camomila-romana ou pau-rosa.

Para uma noite de amor
Óleos essenciais de ylang-ylang, patchuli, jasmim, rosa, gerânio, tribulus, cedros, néroli, sândalo, lírio, íris, frangipani ou palmarosa.

Para aliviar a congestão nasal
Óleos essenciais de hortelã-do-campo, eucalipto-glóbulus, eucalipto-radiata, abeto siberiano, espruce canadense ou cipreste.

Quarto de criança
Óleos essenciais de lavanda, camomila-romana ou laranja-pêra.

Cozinha
Para estimular o apetite: óleos essenciais de manjericão, orégano, tomilho, sálvia, cravo-da-índia, canela, pimenta-rosa, pimenta-negra, cominho, turmérico, erva-doce, anis-estrelado ou noz-moscada.

Banheiro
Para ficar com cheiro de limpeza: óleos essenciais de alecrim-do-campo, hortelã-verde, eucalipto citriodora, citronela, pinheiro silvestre, cipreste, tea tree ou limão.

Escritórios e ambientes de trabalho
Para estimular: óleos essenciais de limão, cipreste, abeto, hortelã-pimenta, eucalipto radiata ou gerânio.

Para aliviar o estresse
Óleos essenciais de capim-limão, bergamota, laranja, mandrina, tangerina, erva-doce, funcho, alcarávia, anis-estrelado, lavanda ou pau-rosa.

Fonte:  ZeroHora

Algumas curiosidades sobre aromas

Aromas Geral

 

1. Mulheres percebem melhor os cheiros do que os homens: as mulheres têm um olfato mais apurado, que permite que identifiquem mais facilmente uma variação de aromas, como o cheiro de algo estragado na geladeira. Da próxima vez que você e seu marido discordarem sobre o leite ter azedado ou não, pense duas vezes antes de acatar a opinião dele.

2. Aromas despertam memórias antigas: um cheirinho de terra molhada lhe faz lembrar de brincadeiras na casa da avó? Isso acontece porque os aromas despertam memórias mais antigas, algumas concentradas na primeira década de vida. É diferente da memória visual, que armazena informações mais recentes.

3. Cheiros bons lhe deixam feliz: cheirar algo que você adora desperta no seu cérebro a sensação de que você está curtindo um momento bom. Para se sentir assim sempre, vale deixar na gaveta da mesa de trabalho um frasco com miniatura do seu perfume preferido, abrir e sentir o aroma de vez em quando, especialmente em momentos de estresse.

4. Todo mundo sente aromas de um jeito diferente: nem todos conseguem sentir um aroma. Já aconteceu de sentir um cheiro ruim e uma amiga não perceber? Isso acontece porque algumas pessoas tem “pontos cegos” para aromas e sentem mais uns do que outros.

5. Há menos aromas do que você imagina: a natureza não é tão rica em aromas quanto você pensa. Perfumistas consideram que existem entre sete e dez aromas principais. Os demais são artificiais. Os perfumes que você compra, por exemplo, são criados com base em uma série de aromas criados em laboratório.

Fonte: Zerohora